Você está aqui: Página Inicial Departamentos DPC Projetos de Pesquisa

Projetos de Pesquisa

Processos de Intertextualidade na Música brasileira para piano

Coordenadora: Lucia Barrenechea

O objetivo desta pesquisa é verificar a ocorrência de processos de intertextualidade em obras para piano selecionadas de Heitor Villa-Lobos e Mozart Camargo Guarnieri, tomando como fundamentação teórica os estudos de Michael L. Klein, Joseph Straus e Kevin Korsyn. Uma vez que estudos sobre a ocorrência da intertextualidade na obra para piano desses dois compositores brasileiros ainda são poucos, acredita-se na necessidade do aprofundamento dessa área de investigação, no intuito de ampliar o espectro de possibilidades interpretativas dessas obras. Este projeto se caracteriza como uma pesquisa de natureza qualitativa de teor predominantemente analítico. A análise intertextual realizada em obras de Villa-Lobos e Guarnieri selecionadas previamente será ponto de partida para a discussão de possíveis sugestões de interpretação das obras selecionadas, levando-se em conta que os processos de intertextualidade nas obras analisadas apontam a presença de textos musicais de outros compositores através de inúmeros procedimentos característicos de seus estilos.

Guerra-Peixe e o violão: música de câmara

Coordenador: Clayton Vetromilla

O presente projeto faz parte do grupo “A música de câmara brasileira e seus aspectos pedagógicos, estilísticos e técnico-interpretativos”. A obra do compositor, professor, musicólogo, arranjador, regente e violinista César Guerra-Peixe tem sido objeto de estudos que buscam redimensionar sua importância no cenário nacional da música de concerto. Por outro lado, grande parte dessa produção que inclui o violão combinado com outro(s) instrumento(s) necessita de maior divulgação entre os músicos, em particular, e um público mais amplo de pessoas culturalmente interessadas.

Música Latino-Americana para sopros, violão e percussão: arranjos e obras originais

Coordenador: Clayton Vetromilla

As ações realizadas pelo grupo têm perspectivas de um grande impacto na área de práticas interpretativas em forma de publicação de artigos, concertos e recitais, palestras e registro fonográfico do material investigado. O grupo propõe uma ampla investigação sobre a música para sopros, violão e percussão, no intuito de sistematizar um cabedal de conhecimentos que possa ser utilizado na construção de um discurso musical coerente desse repertório. Há considerações de ordem pedagógica, envolvendo a criação a serviço do aperfeiçoamento técnico e artístico do indivíduo; estilística, revelando a obra de determinado compositor diante de influências musicais e ideológicas diversas; e técnico-interpretativa, no que diz respeito ao compositor como intérprete de sua própria obra e proponente de decisões de performance, estabelecendo-se uma inter-relação entre essas abordagens.

Técnicas e Estudos do Violão

Coordenador: Nicolas de Souza Barros

Este projeto visa a elaboração de materiais didáticos ligados ao aprimoramento técnico-instrumental no violão clássico, que  podem ser divididos em três categorias principais: a) textos teóricos abrangendo os princípios técnicos da execução; b) exercícios “puros” de técnica, que integram uma tradição secular de treinamento instrumental, e; c) pequenas obras musicais voltadas à aprendizagem de elementos específicos da técnica, que são denominadas de “estudos”.
Arranjo para violão: repertórios para instrumento solo, grupos violonísticos e grupos mistos

Englobando obras de variadas linhas estéticas, compostas originalmente para outros meios instrumentais - MPB, Barroco, Renascença, Classicismo, Romantismo, século XX, entre outros - os repertórios compreendidos neste projeto de pesquisa podem ser divididos em três categorias gerais. 1) Arranjos para violão solo de 6, 7, 8, 10 ou mais cordas, de obras de variadas linhas estéticas e compostas originalmente para outros meios instrumentais (MPB, Barroco, Renascença, Classicismo, Romantismo, século XX, entre outros). 2) Arranjos para grupos violonísticos: duo, trio, quarteto ou qualquer número de integrantes, podendo incluir todas as possíveis variantes do instrumento (terz-guitar, violão baixo, 6, 7, 8 cordas etc.) e englobando obras de variadas linhas estéticas (como no “a”). 3) Arranjos para conjuntos mistos de instrumentos incluindo violões de qualquer natureza e obras de variadas linhas estéticas.

ARQUIVO ALOYSIO DE ALENCAR PINTO - partituras raras de piano solo, piano a quatro mãos e dois pianos

Este projeto tem a proposta de investigar obras raras de música brasileira do repertório pianístico (piano solo, piano a 4 mãos e dois pianos) que fazem parte do arquivo do professor, compositor, pesquisador e pianista Aloysio de Alencar Pinto, com cerca de seis mil partituras, doado em 2009 para a Biblioteca da UNIRIO. O projeto envolve primeiramente, numa primeira etapa, um orientador, um colaborador, um bolsista e em seguida se propõe a envolver os professores e alunos de piano do IVL. O objetivo principal é organizar, digitalizar, catalogar e disponibilizar as partituras para a comunidade musical não somente da UNIRIO mas do meio acadêmico como um todo.

Os Ritmos Brasileiros e seus Padrões Típicos para os Instrumentos de Percussão

Coordenador: Rodolfo Cardoso

A presente pesquisa se propõe a produzir um material didático com o intuito de permitir aos estudantes e professores de música o acesso às principais fórmulas rítmicas encontradas na música popular brasileira, dividindo-as inicialmente em duas categorias relacionadas ao samba carioca e à sua percussão: bateria de escola de samba e roda de samba. Circunscrito em uma primeira etapa ao universo das escolas de samba, a pesquisa pretende selecionar, transcrever e ainda criar padrões rítmicos didaticamente elaborados e apresentados através do uso da notação musical tradicional.

A Linguagem Musical de Almeida Prado
Coordenador: Ingrid Barancoski
Abarca a pesquisa estilística, histórica, idiomática e analítica assim como a interpretação da música do compositor brasileiro José Antonio Rezende de Almeida Prado (1943-2010). Embora muito já se tenha escrito e pesquisado sobre o tema, a imensa produção deixada por Almeida Prado, com mais de 600 obras sendo muitas ainda inéditas, constitui-se em rico manancial de pesquisa. A complexidade e riqueza de sua escrita instiga aos teóricos a aproximação com as questões interpretativas, assim como os intérpretes um estudo analítico e estético aprofundado das obras. O projeto pretende integrar os estudos musicológicos às questões interpretativas na música deste compositor.

 

Videos Institucionais

 

video_institutcional_ivl.png

 

video_institucional_unirio.png

« Junho 2019 »
Junho
DoSeTeQuQuSeSa
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30
Edição IVL 50 anos (pdf)

 

copy2_of_edicao_comemorativa_50_anos_2017.jpg

Manual do Aluno

manual_aluno.jpg