Você está aqui: Página Inicial Galeria Virtual Bibliografia

Bibliografia

BIBLIOGRAFIA PRELIMINAR SOBRE LUNDU

Segundo Mário de Andrade, nas anotações que fez para o Dicionário Musical Braileiro - DMB (1989), o LUNDU é "Canto e dança populares no Brasil durante o século XVIII, introduzidos provavelmente pelos escravos de Angola, em compasso 2/4 onde o primeiro tempo é frequentemente sincopado. (...) O lundu canção foi conhecido durante o primeiro Império e, no século XIX, depois de ter frequentado os salões familiares, caiu em desuso. A falta de documentos antigos dificulta a caracterização do lundu como forma; as peças encontradas apontam como traço comum o emprego da sincopa."

Durante o século XIX, estilos musicais europeus e africanos se misturaram no Brasil, produzindo adaptações de danças européias tais como a polca, o schottisch, bem como novos gêneros como o lundu sugestivo e brejeiro e a modinha sentimental. Nas partituras sobreviventes, o lundu pode ser caracterizado por africanismos nas letras e ritmos sincopados, aliás, um elemento comum a varias formas e ritmos brasileiros. Os lundus apresentados aqui se encontram na coleção Mozart de Araújo, disponível para consulta na Biblioteca do Centro cultural do Banco do Brasil do Rio de Janeiro (CCBB-RJ).

O acervo do musicólogo, professor, historiador e violonista José Mozart de Araújo (1904-1988), pertencente à Fundação Banco do Brasil e abrigado no CCBB-RJ, é de valor inestimável para o estudo da música brasileira. Esse arquivo-biblioteca é, segundo o musicólogo Vicente Salles, "talvez no maior acervo particular organizado no país depois da coleção Abrahão de Carvalho" (Salles in Araújo 1994, p. 13). [A coleção Abrahão de Carvalho, adquirida pelo Governo Federal em 1953, compõe, juntamente com os acervos musicais pertencentes às Imperatrizes Leopoldina e Therezz Christina o núcleo da Divisão de Música da Biblioteca Nacional.] Pesquisador meticuloso, Mozart de Araújo se interessou principalmente pela investigação das matrizes musicais da música brasileira, tendo estudado, sobretudo sobre a modinha, o lundu, o choro e o nacionalismo musical no Brasil. Publicou somente um volume sobre a Modinha e o Lundu no século XVIII (1963), mas guardava material vasto sobre o assunto, com pesquisas feitas na Áustria, na França e em Portugal. Dentre as 108 partituras de lundu encontradas foram selecionadas e xerografadas cerca de 40 partituras escritas no século XIX como material para análise e interpretação. Entre elas, todas para canto e piano, algumas transcrições de sucessos, como "Yayá, você quer morrer", de Xisto Bahia (1841-1894), ou composições de figuras importantes para a história da música brasileira, como Raphael Coelho Machado (1814-1887) para a letra de "Conselho às Moças" de Joaquim Manuel de Macedo.

Bibliografia de apoio:
ABREU JÚNIOR, Jupter Martins de. Biblioteca digital para a coleção de lundus do acervo Mozart de Araújo. 2006. Dissertação (Mestrado em Música) - Programa de Pós-Graduação em Música, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.
ANDRADE, Mário de. Dicionário musical brasileiro; coordenação Oneyda Alvarenga, 1982-84, Flávia Camargo toni, 1984-89. Belo Horizonte: Itatiaia / [Brasília]: Ministério da Cultura / São Paulo: Instituto de Estudos Brasileiros da universidade de São Paulo, 1989. 701 p. (Coleção reconquista do Brasil. 2 série, v 162).
ARAÚJO, Mozart de. A Modinha d o Lundu no Século XIII. São Paulo: Ricordi, 1963
________________. Rapsódia Brasileira - Textos reunidos de um militante do nacionalismo musical. Introdução por Jairo Severiano; Seleção, prefácio e notas por Vicente Salles. Fortaleza: Universidade Estadual do Ceará, 1994.
KEIFER, bruno. A Modinha e o Lundu. Porto Alegre: UFRGS/Movimento, 1977
LIMA, Edilson vicente de. A modinha e o lundu: dois clássicos nos trópicos. 2010. Tese (Doutorado em Música) - Programa de Pós-Graduação em Música, Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo.
SANDRONI, Carlos. "Doces lundus, pra nhonhô sonhar...". In: ______. Feitiço Decente - Transformações do samba no Rio de Janeiro (1917-1933). Rio de Janeiro: Jorge Zahar/Editora UFRJ, 2001, p. 39-61.
SIQUEIRA, Batista. Lundum X Lundu. rio de Janeiro: EMUFRJ, 1970
TINHORÃO, José Ramos. Os poetas românticos e a canção seresteira. In: _______. História Social da Música Popular Brasileira. São Paulo: Editora 34, 1998, p. 129-152.