Você está aqui: Página Inicial Currículo Projeto Pedagógico do Curso de Biomedicina - Bacharelado

Projeto Pedagógico do Curso de Biomedicina - Bacharelado

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE

INSTITUTO BIOMÉDICO

1. IDENTIFICAÇÃO DA INSTITUIÇÃO

1.1 HISTÓRICO

1.1.1. A Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

Criada em 05 de junho de 1979, pela Lei 6.655. O seu corpo social é constituído por discentes, técnicos e administrativos, docentes qualificados e titulados - doutores, mestres e especialistas - nas mais variadas áreas de conhecimento.

Possui sistema de bibliotecas, arquivos e está implantando a informatização em toda a área acadêmica.

A Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro está plenamente adequada aos dispositivos estabelecidos pela nova Lei de Diretrizes e Bases da Educação n°9394 96.

Tem como objetivos produzir e disseminar o conhecimento nos diversos campos do saber, contribuindo para o exercício pleno da cidadania mediante formação humanística, crítica e reflexiva, conseqüentemente preparando profissionais competentes e atualizados para o mundo do trabalho presente e futuro.

1.1.2. A Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD)

A Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD) fundamenta sua atuação em um processo de discussão e construção coletivas, bases da sua Metodologia Participativa de Ação. Com a intenção de buscar os caminhos para o Ensino de Graduação de forma conjunta com os três segmentos da Comunidade Universitária, a prática cotidiana da PROGRAD tem como prioridade a consolidação dos Cursos de Graduação já existentes na UNIRIO, para que possam atingir a excelência na formação dos alunos.

1.1.3. O Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS)

O Centro de Ciências Biológicas e da Saúde da UNIRIO é composto pelas escolas de Medicina e Cirurgia, de Enfermagem Alfredo Pinto, de Nutrição e de Ciências Biológicas. Oferece os cursos de graduação na área de Ciências Biológicas (Bacharelado em Ciências Biológicas e Biomedicina), Enfermagem, Medicina, Nutrição e vários cursos de especialização e/ou residência médica e de Enfermagem. A Escola de Ciências Biológicas proporciona ainda o Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas. Atendendo aos alunos de Biomedicina em nível de Pós-graduação, o CCBS oferece o Programa de Pós-graduação em Neurologia (Mestrado), na área multidisciplinar, coordenado pela Escola de Medicina.

1.1.4. A Escola de Ciências Biológicas (ECB)

A Escola de Ciências Biológicas da UNIRIO, criada em 1990, é uma das unidades de ensino mais recentes da Instituição, e responde pelas atividades dos seguintes cursos:

1.1.5. - Curso de Biomedicina – Trata-se de um curso de Bacharelado, sendo este um curso presencial, com propósito de formar profissionais com habilidades específicas na área da saúde, ficando estabelecida a competência nas áreas de análises clínicas (realizar análises, assumir a responsabilidade técnica e firmar os respectivos laudos). O curso permite ao egresso atuar em análises clínicas (realizar análises, assumir a responsabilidade técnica e firmar os respectivos laudos). Este profissional tem competência legal para assumir e executar o processamento de sangue, suas sorologias e exames pré-transfussionais e é capacitado legalmente para assumir chefias técnicas, assessorias e direção destas atividades; atuar junto a banco de sangue, com competência legal para assumir e executar o processamento de sangue, suas sorologias e exames pré-transfussionais e é capacitado legalmente para assumir chefias técnicas, assessorias e direção destas atividades; atuar em análises ambientais (realizar análises físico-químicas e microbiológicas para o saneamento do meio ambiente); atuar em indústrias (indústrias químicas e biológicas): soros, vacinas, reagentes, etc.; de Citologia oncótica (citologia esfoliativa); atuar em análises bromatológicas (realizar análises para aferição de qualidade dos alimentos); atuar em Imagenologia (atua na área de Raio-X, ultra-sonografia, tomografia, ressonância magnética, medicina nuclear (excluída a interpretação de laudos); atuar em acupuntura (aplicar completamente, os princípios, os métodos e as técnicas de acupuntura); atuar em Biologia Molecular (coleta de materiais, análise, interpretação, emissão e assinatura de laudos e de pareceres técnicos); atuar na coleta de materiais (realizar toda e qualquer coleta de amostras biológicas para realização dos mais diversos exames, como também supervisionar os respectivos setores de coleta de materiais biológicos de qualquer estabelecimento que a isso se destine. Exetuam-se as biópsias, coleta de líquido, céfalo-raquidiano (líquor) e punção para obtenção de líquidos cavitários em qualquer situação) e atuar com DNA (realizar exames laboratoriais de DNA, assumir a responsabilidade técnica e firmar os respectivos laudos). O curso foi reconhecido pela Portaria nº. 178 de 02 de maio de 1993 do Conselho Federal de Educação. Este curso for reformulado durante os anos de 2005 e 2006, atendendo as Diretrizes Curriculares do MEC e seguindo as sugestões do Conselho Federal de Biomedicina, sendo aprovado pelo Conselho de Ensino e Pesquisa da UNIRIO em março de 2007, retroativo a dezembro de 2006, passando a vigorar a partir do primeiro semestre de 2007.

1.2 Aspectos Gerais do Curso de Biomedicina

Reconhecimento

 

Portaria nº 178, de 02 de maio de 1983

 

Regime

 

Sistema de Créditos

 

Tempo médio de conclusão

 

08 períodos letivos

 

Horário

 

Integral (manhã e tarde)

 

Número máximo de alunos por semestre

 

35 por semestre

 

1.3 Estrutura Organizacional

A Escola de Ciências Biológicas (ECB) oferta aos discentes disciplinas através de 04 departamentos: Botânica, Ciências Naturais, Ecologia e Recursos Marinhos e Zoologia, aprovados pela Portaria n. 2649 de 19 de outubro de 2005.

Além de seus departamentos mencionados, a referida escola conta com disciplinas ministradas pelo Instituto Biomédico (IB), através dos departamentos de Ciências Fisiológicas, Ciências Morfológicas, Microbiologia e Parasitologia e Saúde da Comunidade; pela Escola de Medicina e Cirurgia (EMC), através dos departamentos de Medicina Geral e Patologia e Apoio Clínico; pela Escola de Educação (EE) através do departamento de Processos Técnicos Documentais; pela Escola de Nutrição (EN), através do departamento de Tecnologia de Alimentos e pela Escola de Informática Aplicada (EIA), através dos departamentos de Matemática e Estatística e Informática Aplicada.

1.4 Infra-Estrutura Física

A infra-estrutura da escola, que oferece o Curso de Biomedicina, dispõe de 07 salas de aulas, com capacidade para 300 alunos, 02 salas de projeções, 05 laboratórios de aulas para graduação, sendo os 03 de microscopia, 01 de química e 01 de dissecação. Além destas, possui também 01 secretaria escolar, 01 sala de direção, 01 secretaria de departamentos, 01 sala de professores e recursos áudios-visuais, 01 sala de colegiados e 01 sala para o sistema de informação ao ensino.

Na escola, também estão à disposição do alunado os laboratórios de Química Ambiental, Laboratório de Biotecnologia Vegetal, Laboratório Integrado de Microscopia e Análise de Imagens e o Núcleo de Estudos limnológicos.

A escola dispõe também uma sala de apoio técnico, uma sala de coleções didáticas, uma reprografia, dois diretórios acadêmicos (Diretório Chico Mendes e Diretório Adolfo Lutz), sendo um localizado na Escola de Ciências Biológicas e o outro localizado no Instituto Biomédico e uma sala para reuniões dos colegiados departamentais e de escola.

O Instituto Biomédico contribui com suas instalações para o curso sendo 01 sala de direção do instituto, 01 sala de secretaria do instituto, 01 sala de informática para discentes, 07 auditórios com capacidades diversas, 04 salas de aulas teóricas, 05 laboratórios de microscopia (Histologia, Imunologia, Microbiologia, Parasitologia e Patologia), 05 laboratórios de aulas práticas e demonstrativas, 01 laboratório de Anatomia Humana, 01 sala de preparação de material anatômico, 02 salas de preparação de material histológico, 02 laboratórios de Bioquímica e laboratórios de pesquisas como o Laboratório de Biologia Molecular, Laboratório de Citogenética, Laboratório de Biologia e Fisiologia de Microorganismos, Laboratório de Estudo de Dípteros, Laboratório de Imunologia Celular, Laboratório de Imunofisiologia e Imunopatologia de Linfócitos T, Laboratório de Imunologia de Microorganismos, Laboratório de Interação Parasito-Hospedeiro de Agentes Zoonóticos e Antroponóticos, Laboratório de Avaliação da Composição e Aroma de Produtos Alimentícios, Laboratório de Química de Alimentos e Laboratório de Análises Clínicas, Ambientais e Toxicológicas.

A Escola de Medicina e Cirurgia colabora com o laboratório de Patologia Clínica do HUGG e com quatro enfermarias relacionadas à área de Hematologia.

A Escola de Nutrição colabora com o Laboratório de Análises Bromatológicas e com o Laboratório de Investigação em Nutrição e Doenças Crônico-Degenerativas.

A Escola de Informática contribui com dois Laboratórios de Informática, com capacidade para 35 alunos.

1.4.1. Bibliotecas

O Sistema de Bibliotecas da UNIRIO (UNIBIBLI), criado em 1986, compõe-se de uma Biblioteca Central e de bibliotecas Setoriais.

Suas bibliotecas atuam como suporte informacional de incentivo ao ensino, à pesquisa e à extensão universitária, integrando-se à estrutura acadêmica e aos sistemas de informação cultural, tecnológica e científica em âmbito nacional e internacional.

O Sistema de Bibliotecas compreende: Conselho Biblioteconômico; Biblioteca Central e Bibliotecas Setoriais.

A Biblioteca Setorial do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS), criada em 1988, reuniu as bibliotecas das Escolas de Enfermagem Alfredo Pinto e da Escola de Nutrição. Estão ainda vinculadas à Biblioteca Setorial do CCBS as Bibliotecas da Escola de Medicina e Cirurgia (CCBS/BM) e a Biblioteca do Instituto Biomédico (CCBS/IB), que atendem a Escola de Ciências Biológicas. O acervo é composto de livros atualizados, periódicos, monografias, teses, bases de dados cobrindo os diversos cursos da área biomédica. O acervo dessas bibliotecas atinge atualmente um alto percentual de automação, o que permite a consulta de todo acervo on-line.

Os títulos referentes à área das Ciências Biológicas ficam na Biblioteca Central, em instalações ao lado da Escola de Ciências Biológicas.

O acervo do Sistema de Bibliotecas é composto de cerca de 80.000 títulos, constituído de livros, periódicos, artigos de divulgação, teses, dissertações, monografias, além das bases de dados, abrangendo as áreas das Ciências Biológicas, Biomédicas e Humanas.

O UNIBIBLI permite acesso individualizado ao Chemical Abstract e as inúmeras bases de dados disponíveis no portal de periódicos da CAPES.

Dentre os títulos de livros podemos indicar na área das Ciências Biológicas cerca de 560, na de área das Ciências Biomédicas em torno de 923, na área das Ciências Matemáticas e Estatísticas cerca de 300, na área das Ciências Sociais e Educacionais cerca de 900 e na área das Ciências da Saúde cerca de 940.

O acervo de periódicos é constituído de 220 títulos entre revistas indexadas nacionais e internacionais nas áreas de Conservação e Saúde. Na área das Ciências Humanas, o acervo é composto por 440 títulos, entre revistas indexadas nacionais e internacionais.

O UNIBIBLI possui intercâmbio e conexões com outras entidades. A associação de sistema com outras entidades contribui significativamente para a ampliação e o aprimoramento da informação. Entre essas entidades estão: Rede Bibliodata - facilita não só a participação no processo de catalogação cooperativa, como também a localização de publicações nas cerca de 70 instituições a ela filiadas; CCN (Catálogo Coletivo Nacional de Publicações) - permite a localização dos periódicos existentes na maior parte das bibliotecas nacionais; COMUT - permite solicitação de cópias de publicações constantes de acervos de outras instituições; REDARTE (Rede de Bibliotecas e Centros de Informação em Artes) - faculta a localização e o empréstimo de obras na área de artes e CBBU (Comissão Brasileira de Bibliotecas Universitárias) - desempenha papel de inestimável importância na política de desenvolvimento das bibliotecas universitárias em todo o país.

O UNIBIBLI permite, através do sistema CARIBE, pesquisar o catálogo on-line, tanto em terminais da rede local, através de microcomputadores para usuários, como pela internet, possibilitando a localização dos documentos disponíveis no acervo da UNIRIO.

Destaca-se ainda, que a Escola de Ciências Biológicas possui uma Biblioteca Local. Ela é composta por livros atualizados, monografias e dissertações nas áreas da Biologia, Biomedicina e Saúde, além de periódicos indexados, meio impresso, como a Acta Botânica do Brasil, a Revista Brasileira de Biologia, a Química Nova, o Anuário do IGEO, a Bioikos, a Revista Brasileira de Zoologia. Esta unidade mantém ainda um banco atualizado de monografias, criado em 2005 e já disponibiliza on-line cerca de 550 títulos.

A Biblioteca Central conta ainda com o Boletim Epidemiológico, o Jornal Brasileiro de Patologia, a Revista Brasileira de Patologia Clínica, o Journal of Parasitology, Memórias do Instituto Oswaldo Cruz, dentre outros.

Enfatiza-se que ao lado da Biblioteca Central da UNIRIO, que fica situada no campus Urca, estão localizadas as bibliotecas da Companhia Brasileira de Recursos Minerais (CPRM) e do Instituto Militar de Engenharia (IME), que possibilitam a ampliação da informação necessária à pesquisa, com inúmeros títulos e acervo eletrônico a diversas bases de dados, em diferentes áreas do conhecimento.

1.5. Curso Oferecido

Bacharelado em Ciências Biológicas

 

35 ingressantes por semestre (vestibular)

 

2. PROJETO PEDAGÓGICO

2.A. PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE BIOMEDICINA (Bacharelado)

2.1. Princípios Filosóficos, Humanísticos e Pedagógicos do Curso

O presente projeto pedagógico atende às novas diretrizes curriculares encaminhadas e estabelecidas pelo MEC e, ao mesmo tempo, atende aos ensejos dos professores e alunos em melhorar cada vez mais a qualidade de vida e a experiência de ensino-apredizagem.

O Curso de Biomedicina tem como objetivo geral a formação de profissionais com competências e habilidades que lhes possibilite a inserção no mundo do trabalho, de maneira a melhorar a qualidade de vida do povo brasileiro, do ponto de vista do conteúdo, sem descuidar de seu desenvolvimento do ponto de vista social e humanístico.

2.2. Justificativa e Relevância

A contribuição do biomédico vem se tornando cada vez mais imprescindível no mundo atual, pois são profissionais que têm familiaridade com métodos científicos e que podem, através desse conhecimento, desenvolver planos de pesquisa dentro da área saúde.

O curso assegura a formação de profissionais com competências e habilidades para acompanhar a profunda revolução biológica dos últimos decênios.

O mercado de trabalho para o Biomédico permite o exercício de sua atividade tanto no setor privado — na indústria de produção de soros e vacinas, em laboratórios de Patologia Clínica onde realiza os exames, interpreta e emite laudos e pareceres responsabilizando-se tecnicamente pelas análises clínico-laboratoriais — no setor público, onde contribui para a manutenção da saúde, bem-estar e qualidade de vida das pessoas, família e comunidade, e no magistério superior, para a área da saúde, gerando e transmitindo novos conhecimentos para a formação de novos profissionais.

Existem diversas áreas que o biomédico pode atuar, incluindo a pesquisa básica (como biofísica, bioquímica, biologia molecular parasitologia e imunologia) ou em pesquisa aplicada à clínica (como reprodução humana, análises clínicas, análises de imagens, análises bromatológicas e análises hematológicas), necessárias em um país de grande extensão como o nosso e carente no sistema de saúde.

2.3. Objetivos

O objetivo do Curso de Biomedicina é de suprir a carência de docentes especializados e também para formar pesquisadores voltados para a área da saúde.

Em linhas gerais, os objetivos do curso são:

- preparar o aluno para entender a morfo-fisiologia humana, bem como o processo de homeostasia corporal;

- capacitar o discente na compreensão dos processos patológicos gerais e clínicos frente à medicina interna, bem como dos princípios básicos de ação de drogas e fármacos;

- promover a conscientização dos cuidados com o ecossistema, bem como as análises das variáveis mantenedoras do meio ambiente saudável;

- Proporcionar aos discentes o conhecimento necessário para a realização de exames de todas as esferas que envolvem a análise clínico-laboratorial e análise de imagens voltadas à clínica médica.

2.4. Perfil do Curso e Estrutura

A missão do Curso de Biomedicina da UNIRIO é a formação de profissionais:

  • Detentores de sólida fundamentação teórica da estrutura-função do organismo humano, dos mecanismos causais das doenças, dos princípios básicos de ação de drogas e fármacos, bem como da fundamentação teórico-prática dos métodos de investigação e de análise complementares de diagnóstico;
  • Motivados e capacitados para assumir um processo de educação permanente ou continuada, necessário para adaptar-se às modificações do mercado de trabalho que decorrem da evolução do conhecimento científico e tecnológico;
  • Dotados de espírito crítico e responsabilidade que lhe permitam uma atuação consciente, dirigida para a melhoria da qualidade de vida da população humana;
  • Qualificados para ser imediatamente absorvido pelos setores profissionais de saúde e tecnologia;
  • Capacitados a exercer, além das atividades técnicas pertinentes à profissão, o papel de educador no ensino superior, gerando e transmitido novos conhecimentos para a formação de novos profissionais e para a sociedade como um todo.
  • Condutor de todas as suas atividades profissionais dentro do mais alto rigor científico, ético e moral.

O curso está estruturado em sistema de créditos e dividido em 08 períodos de integralização.

Nos dois últimos períodos, o aluno opta por uma sub-área da Biomedicina, na qual desenvolverá um trabalho experimental sob a orientação docente (estágio curricular), que culminará na apresentação dos resultados sob a forma de trabalho de conclusão de curso, requisito obrigatório.

2.5. Ementas das Disciplinas

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO

CURSO DE BIOMEDICINA

2.6. Metodologia de Ensino

O Curso de Biomedicina propõe:

- Currículo, que oferece disciplinas de conteúdo específico das Ciências Biomédicas, disciplinas que discutem o Homem em seus múltiplos aspectos de desenvolvimento;
- Desenvolvimento de projetos inter-disciplinares que envolvam diversos departamento e outras escolas, objetivando capacitar os alunos a desenvolver trabalhos em equipe, principalmente àqueles que vierem a atuar na área da saúde;

- Desenvolvimento de projetos em conjunto entre as Escolas de Ciências Biológicas, Medicina, Informática e Instituto Biomédico;

- Valorização de trabalhos de natureza científica estimulando os alunos a vivenciar todas as etapas do método científico e,

- Ensino organizado a partir de uma metodologia, que favorece as atividades de ensino coletivo, de ensino individualizado e de ensino socializado. Para o desenvolvimento desta metodologia destacam-se as seguintes atividades:
- aulas expositivas, aulas demonstrativas, aulas práticas; trabalhos de campo; - campanhas de campo; - pesquisas didáticas; - visitas técnicas;- exposições didáticas; - confecção de maquetes; - projeção de vídeos e slides; - leituras comentadas; - pesquisas experimentais; - palestras, workshops e seminários com especialistas, pesquisadores e profissionais do mercado.
O Curso de Biomedicina também oferece aos alunos de a oportunidade de participar de diferentes programas de bolsas e estágios, proporcionando a integração do ensino à pesquisa e à extensão, através de bolsas de monitoria, iniciação científica e extensão.

Atualmente, a UNIRIO conta em seu programa de bolsas acadêmicas com o Programa Especial de Treinamento (PET), dirigido aos alunos com excelente desempenho preparando-os à integração entre a graduação, pesquisa, extensão e pós-graduação, nos moldes PET/CAPES.

2.6. Perfil do Corpo Docente

O Curso de Biomedicina é integrado por dez departamentos (Botânica, Ciências Fisiológicas, Ciências Morfológicas, Ciências Naturais, Ecologia e Recursos Marinhos, Informática Aplicada, Matemática e Estatística, Microbiologia e Parasitologia, Saúde e Comunidade, Zoologia) compostos por professores capacitados em diversas áreas de atuação das Ciências Biomédicas e da Biologia básica e aplicada. Possui, portanto, formação eclética e elevado nível de capacitação (Anexo 1). Ressalta-se que o corpo docente dos departamentos específicos da Escola de Ciências Biológicas (total de 08 professores) que participa do curso em questão, é composto por 57,15% dos professores com título de doutor e 42,85% com título de mestre. Nos departamentos da Escola de Informática o percentual de professores doutores envolvido com o curso é de 80% e de mestres é de 20% e no Instituto Biomédico é de 52,5% de doutores, 37,5% de mestres e 15% de especialistas.

Na Escola de Nutrição o percentual docente é de 100% de doutores e na Escola de Medicina e Cirurgia os docentes envolvidos são especialistas.

Majoritariamente o corpo docente que compõe os quatro departamentos específicos da Escola de Ciências Biológicas atua em linhas de pesquisas voltadas qualidade de água e química do sangue, muito embora existam outras linhas de pesquisa.

A alta qualificação e projeção no meio acadêmico do corpo docente, proporcionam condições ideais para o ensino, a pesquisa e a extensão do Curso de Bacharelado em Ciências Biológicas, que foram fatores determinantes para consolidação do referido curso.

2.7. Perfil do Corpo Discente

O corpo discente é formado por alunos provenientes de todas as camadas sociais, sem distinção, de diferentes opções científicas, filosóficas e políticas. São oriundos das redes públicas e privadas, estando dentro da faixa etária entre 17 e 18 anos, quando ingressam no curso.

A média de idade do corpo discente é de 21 anos, solteiros, sem filhos e residem com os pais, nos mais diversos bairros da cidade do Rio de Janeiro. Existe uma diferença entre o percentual de alunos do sexo feminino (maior) e do sexo masculino (menor).

A grande maioria dos alunos que procura o Curso de Biomedicina não possui emprego, o que é justificado pelo horário do curso (manhã e tarde). Devido ao processo de seleção e ao interesse que o curso desperta, os alunos apresentam alto potencial, criatividade e iniciativa. Buscam conhecimento no campo, tanto nas áreas consideradas básicas, como na área aplicada. Exibem concentração de interesses para Bioquímica, Genética, Imunologia e Parasitologia.

Este corpo discente procura e tem a oportunidade de ter contato direto e permanente durante o curso com os professores e pesquisadores contribuindo para o aprofundamento de seus conhecimentos.

Os estudantes têm a chance de participar de atividades de iniciação científica dentro de laboratórios especializados da UNIRIO, onde podem acompanhar ou desenvolver projetos de pesquisa, devidamente orientados. Esses projetos são freqüentemente apresentados, pelos próprios estudantes, em reuniões, jornadas e congressos científicos. Muitas vezes esses projetos resultam em trabalhos publicados em revistas científicas de circulação nacional.

Ao corpo discente é assegurado o livre direito de organização em órgãos de representação estudantil, de acordo com a legislação vigente, respeitados o Estatuto e os Regimentos da UNIRIO: o Diretório Central de Estudantes – DCE e o Diretório Acadêmico Adolfo Lutz e exibem participação ativa nos destacados órgãos.

2.8. Estrutura Funcional do Curso

O curso está estruturado no sistema de créditos, onde cada crédito teórico equivale a 15 horas e cada crédito prático equivale a 30 horas, dividido em 08 períodos para a integralização, em horário integral (manhã e tarde) e com trabalho de conclusão de curso. A carga horária total do curso é de 3.090 horas.

Além das disciplinas de caráter obrigatório, o aluno deve cursar um mínimo de 180 horas em disciplinas optativas, escolhidas em um elenco oferecido pelos diversos professores, com constante atualização de seus conteúdos e temas, entre aquelas que melhor se enquadrarem à sua formação.

Disciplinas Ministradas pelos Departamentos da Escola de Ciências Biológicas

DEPARTAMENTO

DISCIPLINAS

BOTÂNICA

Biologia Vegetal; Fundamentos de Botânica; Técnicas Redacionais de Trabalhos Científicos;

CIÊNCIAS NATURAIS

Física Geral; Física Instrumental; Química Aplicada; Química Geral e Inorgânica; Química Orgânica; Química Analítica.

ECOLOGIA E RECURSOS MARINHOS

Ecologia Básica; Elementos de Ecologia; Educação Ambiental e Cidadania; Evolução;

ZOOLOGIA

Biologia Animal; Zoologia Aplicada

Disciplinas Ministradas pelos Departamentos do Instituto Biomédico

DEPARTAMENTO

DISCIPLINAS

CIÊNCIAS FISIOLÓGICAS

Biofísica; Bioquímica I; Bioquímica II; Fisiologia I; Fisiologia II (Humana); Farmacologia I; Farmacologia II; Radiobiologia; Toxicologia

CIÊNCIAS MORFOLÓGICAS

Biologia Molecular; Citologia; Anatomia Humana; Histologia I; Histologia II (Anatomia Microscópica); Embriologia; Genética Geral; Genética Humana; Genética Molecular e Citogenética;

MICROBIOLOGIA E PARASITOLOGIA

Imunologia; Microbiologia; Parasitologia; Patologia Geral e Experimental;

SAÚDE E COMUNIDADE

Ambiente e Saúde; Epidemiologia; Higiene e Saúde Pública; Teoria do conhecimento em Epidemiologia; Metodologia da Pesquisa Científica;

Disciplinas Ministradas pelos Departamentos do Escola de Medicina e Cirurgia

DEPARTAMENTO

DISCIPLINAS

MEDICINA GERAL

Hematologia

Disciplinas Ministradas pelo Departamentos da Escola de Nutrição

DEPARTAMENTO

DISCIPLINAS

TECNOLOGIA DE ALIMENTOS

Bromatologia

Disciplinas Ministradas pelos Departamentos da Escola de Informática Aplicada

DEPARTAMENTO

DISCIPLINAS

MATEMÁTICA E ESTATÍSTICA

Análise Estatística; Bioestatística; Biomatemática; Complementos de Matemática I; Complementos de Matemática II;

INFORMÁTICA APLICADA

Banco de Dados; Introdução à Ciência da Computação;

Disciplina Ministrada pelo Centro de Ciências Humanas

DEPARTAMENTO

DISCIPLINA

PROCESSOS TÉCNICO-DOCUMENTAIS

Expressão Oral e Escrita

Linhas de Trabalho de Conclusão de Curso

DEPARTAMENTO

ÁREAS DE DESENVOLVIMENTO

CIÊNCIAS FISIOLÓGICAS

Biofísica; Bioquímica; Fisiologia Humana; Farmacologia, Toxicologia

CIÊNCIAS MORFOLÓGICAS

Anatomia Humana; Biofísica, Bioquímica, Farmacologia; Fisiologia Humana; Histologia; Genética; Biologia Molecular;

CIÊNCIAS NATURAIS

Química Analítica; Química Orgânica;

ECOLOGIA E RECURSOS MARINHOS

Educação Ambiental; Evolução;

MICROBIOLOGIA E PARASITOLOGIA

Imunologia; Microbiologia; Parasitologia; Patologia Geral

SAÚDE COLETIVA

Saneamento

MULTIDISCIPLINAR

Análises Bromatológicas; Análises Clínicas;

2.8. Atividades Complementares

A carga horária atribuída às atividades complementares será de no mínimo 5% e no máximo de 15% da carga horária total do curso.

São consideradas atividades complementares ao curso:

a) Monitoria, atividades de iniciação científica, atividades que integrem programas ou projetos de extensão;

b) Disciplinas cursadas na modalidade à distância e/ou presencial que não constem na matriz curricular do Curso;

c) Disciplinas cursadas por convênio celebrado entre a UNIRIO e outra IES, relacionado ao curso;

d) Organização e/ou participação em eventos científicos, com ou sem apresentação de trabalhos, desde que comprovados.

e) Organização e/ou participação em congressos, seminários, simpósios, encontros, jornadas, palestras; exposições; projetos de preservação ambiental; trabalhos de campo e campanhas de campo.

2.9. Normas e Critérios para Avaliação

O Curso de Biomedicina utiliza o sistema de avaliação institucional no sentido de considerar o desempenho discente. O sistema estabelece três fases distintas: a) duas avaliações bimensais, sendo uma no início e outra ao final do semestre; b) segunda chamada: avaliação extra, não-automática, que substitui, em caso de falta do aluno. Deve ser solicitada pelo aluno no departamento de ensino que está lotada a disciplina, no prazo de 48 horas após a realização da prova. A desatenção em relação a esse prazo resultará em grau zero na respectiva avaliação.  O prazo de aplicação da segunda chamada é de 08 dias; c) avaliação final: ocorre ao final do período letivo. Esta avaliação é aplicada aos alunos que não obtiveram desempenho acadêmico suficiente para aprovação direta.

A avaliação dos alunos pode se dar, de acordo com as especificidades da disciplina, mediante provas, seminários, oficinas, exercícios, projetos, relatórios ou outras atividades que julgue adequadas e necessárias, mas o professor deve, obrigatoriamente, realizar duas avaliação escritas, concluindo um ciclo de avaliação. Dessa forma, o docente poderá utilizar outros instrumentos de avaliação, complementando o grau da prova como, por exemplo, trabalhos de pesquisa ou exercícios mais elaborados.

Será considerado aprovado na disciplina o aluno que obtiver média aritmética das duas avaliações, igual ou superior a 7,0 (sete).

O aluno que obtiver média aritmética inferior a 7,0 (sete) e igual ou superior a 5,0 (cinco), será submetido à avaliação final.

Será considerado reprovado por insuficiência acadêmica o aluno que obtiver média aritmética inferior a 5,0 (cinco). Para os alunos que ficarem para avaliação final será considerado aprovado na disciplina, aquele que alcançar média final entre avaliação final e a média aritmética das duas avaliações anteriores igual ou superior a 5,0 (cinco).

2.10.Trabalho de Conclusão de Curso

Todos os alunos do Curso de Biomedicina deverão ao final do curso, apresentar um trabalho de conclusão de curso elaborado individualmente, que será avaliado por banca especializada, através de apresentação pública e servirá como um dos instrumentos de avaliação.

As áreas de desenvolvimento do trabalho são: Análises Bromatológicas; Análises Clínicas; Anatomia Humana; Biofísica; Biologia Molecular; Bioquímica; Citologia; Farmacologia; Fisiologia Humana; Genética; Histologia; Imunologia; Microbiologia; Parasitologia; Patologia Geral e Experimental; Química Analítica; Química Orgânica; Saneamento; Toxicologia

2.11. Atividades de Extensão e Projetos de Extensão

O Curso de Biomedicina valoriza e propicia diversas atividades extensionistas permanentes e temporárias como visitas, palestras, jornadas, semanas, cursos de atualização e extensão.

Apóia sociedades científicas, através de sua infra-estrutura e docentes qualificados, no sentido de viabilizar ações extensionistas voltados para a área das Ciências Biomédicas.

O curso também conta com projetos de extensão institucionalizados voltados para democratização do conhecimento, comprometendo o corpo docente e discente do curso com questões de relevância social.