Você está aqui: Página Inicial Corpo Docente Carol McDavit

Carol McDavit

carol_macdavit.jpg

Carol McDavit tem recebido elogios entusiastas do público e da crítica especializada, pelo seu trabalho em ópera, oratório, recitais e em gravação. Mestre em Música pela Manhattan School of Music de Nova Iorque, Carol desenvolve expressiva e diversificada carreira no Brasil, como solista das principais orquestras do pals, sob a regência dos Maestros Eleazar de Carvalho, Isaac Karabtchevsky, Roberto Duarte, Roberto Tibiriça, Silvio Barbato, Gyorgy Fisher e Kurt Redel, entre outros. Como camerista, realizou mais de trezentos recitais no país e no exterior (Washington, Nova York e Lille), com ênfase especial na música brasileira e americana. Carol participa das temporadas líricas do Rio de Janeiro, Sao Paulo, Brasilia, Curitiba e Manaus, destacando-se em operas como La Boheme (Mimi), Ballo in Maschera (Oscar), Carmen (Micaela), Die Zauberflöte (Pamina) e Fidelio (Marzellina). Também brilhou no Centro Cultural Banco do Brasil (Viva is Mamma), na Sala Cecília Meireles (A Violação da Lucrecia de Britten e Orfeo de Monteverdi - eleito um dos melhores espetáculos do ano pelo jornal O Globo), e ainda em Dido and Aeneas, em tournée com o conjunto francês La Simphonie du Marais. A atividade de Carol McDavit no exterior inclui papeis principais nas óperas Gianni Schicchi, Le Cid, The Telephone e Le Convenienze Teatrali de Donizetti, recitais em Nova York, Washington (Kennedy Center), Baltimore e Lille e Master Classes sobre técnica vocal e repertório de canção erudita brasileira e norte-americana no Conservatório de Lille, Universidade de Toronto e na Towson University, Baltimore. Gravou as Bachianas Brasileiras N. 5, de Villa-Lobos, no video comemorativo do centenário do compositor, e foi solista desta obra, acompanhada por 235 violoncelos, no concerto de encerramento do World Cello Congress em Baltimore, EUA. Seus CDs incluem obras sacras do Pe. Jose Mauricio, o oratório Colombo de Carlos Gomes (Prêmios Sharp e de Melhor Disco de 1998 de Música Brasileira Erudita pela Associação Paulista dos Críticos de Arte) e coletâneas de canções brasileiras em duo corn a pianista Maria Teresa Madeira (Trovas e Cantares) e corn o violonista Turíbio Santos (Amazônia é Brasil). A grande versatilidade de sua voz permite a Carol McDavit aplicar seu talento interpretativo a vários estilos de música, da renascença ao contemporâneo: seu repertório operístico inclui obras de Mozart, Verdi, Monteverdi, Menotti, Donizetti e Puccini; no oratorio, as grandes obras de Bach, como também as de Mozart, Brahms, Haydn, Britten, Mahler, Mendelssohn, Fauré, Handel, Villa-Lobos entre outros. Seu vasto repertório de câmera inclui Lieder alemães (Schubert, Schumann, Brahms, Strauss, Wolf) mas, também, a literatura francesa (Debussy, Fauré, Poulenc, Duparc), italiana e espanhola, e é grande divulgadora da canção brasileira e americana, tendo realizado várias primeiras audições. É professora de canto e ópera no Instituto Villa Lobos da UNIRIO no Rio de Janeiro, onde desenvolve importante projeto de montagens de ópera.