Você está aqui: Página Inicial Eventos I Ciclo Nacional de Eventos de Pesquisa e Extensão - Presença de Guerra-Peixe: o compositor

I Ciclo Nacional de Eventos de Pesquisa e Extensão - Presença de Guerra-Peixe: o compositor

O 1º Ciclo Nacional de Eventos de Pesquisa e Extensão do PPGM e IVL/ CLA pretende reunir pesquisadores, professores e estudantes da área envolvidos com a produção do compositor, professor, musicólogo, arranjador, regente e violinista César Guerra-Peixe (1914 –1993). Para o seminário temático “Presença de Guerra-Peixe: o compositor” há duas modalidades de inscrição para apresentação de trabalhos: comunicação oral e recital comentado.
Quando 28/05/2012 a 08:40 a
29/05/2012 a 22:40
Onde Instituto Villa-Lobos
Nome do Contato
Telefone do Contato (21) 2542-2554
Participantes Comissão Organizadora
Sérgio Barrenechea (coordenador no PPGM) Clayton Vetromilla (coordenador do evento) Ana Paula (secretária IVL) Aristides Domingos (secretário PPGM) Claudio Guerra (bolsista de iniciação artística / PROEX/ UNIRIO) Priscila Higino (bolsista de iniciação artística / PROEX/ UNIRIO)
Comissão Científica
EDITE ROCHA é licenciada pela Universidade de Aveiro, realizou estudos de Órgão no Conservatoire National de Région de Musique, Danse et Art Dramatique de Perpignan (França) Paris, mestrado em Música Antiga na Schola Cantorum Basiliensis (Basileia, Suíça) com o apoio do Gabinete das Relações Internacionais do Ministério da Cultura e o doutoramento em Música na Universidade de Aveiro com o apoio da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT). Tem realizado vários concertos e, paralelamente, conferências e publicações relacionadas à teoria e prática da interpretação em instrumentos de tecla, tendo sido galardoada no ano de 2011 com o Prémio de Investigação Histórica de Elvas “D. Manuel I”. Atualmente é investigadora integrada no Instituto de Etnomusicologia - Centro de Estudos em Música e Dança (INET-md) e na Universidade de Aveiro com o apoio da FCT; presidente da direcção da Associação Musical Pro-Organo (AMPO) e NBIUA e leciona no Departamento de Comunicação e Arte da Universidade de Aveiro. http://www2.fcsh.unl.pt/inet/researchers/erocha/page.html LÉLIO EDUARDO ALVES DA SILVA. Professor de trombone da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e 1.º trombone da Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA). Iniciou seus estudos de música em 1985 na Banda da Fundação Educacional de Volta Redonda, onde ainda leciona como convidado. Pode-se destacar como cursos de sua formação: bacharelado em trombone e tuba (UFRJ); Formação pedagógica (Instituto Superior de Educação do Rio de Janeiro); Pós-graduação em Docência Superior (Faculdade Bethéncourt Silva); Mestrado em musicologia (UFRJ) e doutorado em música (UNIRIO). Fundou a Banda de Concerto da FAETEC- Marechal Hermes e a Banda Sinfônica Regional do PIM, exercendo a função de regente em ambas. É membro do PPGM da UFBA e atua como coordenador do curso de licenciatura em música do IBEC (Instituto Brasileiro de Educação Superior Continuada). Durante anos tem sido convidado para atuar como professor do Festival Vale do Café e do Fórum de Música e Cidadania na cidade de Vassouras.
MARCELO CAMPOS HAZAN É Bacharel em Ciências Econômicas pela UFMG (1988), assim como Mestre em Música em Fagote (1992) e Ph. D. em Musicologia Histórica (especialização: Música Latino-Americana) pela Universidade Católica da América (Washington, DC). A tese, “As Obras Sacras de Francisco Manuel da Silva (1795-1865)”, sob a orientação de Robert Stevenson, foi defendida “com distinção”. Recebeu bolsas da OEA (1989-1991), CNPq (1993-1996), Fundação Vitae (1999) e Fundação Vontobel da Suíça (2007). Em 1997 foi finalista no Prêmio Irving J. Lowens, promovido pela AMS (Capital Chapter) e em 2008 recebeu menção honrosa no Prêmio Samuel Claro Valdés de Musicologia Latino-Americana. Integrou a equipe dos projetos Acervo da Música Brasileira (2000-2003), Lobo de Mesquita no Museu da Música de Mariana (2005) e Patrimônio Arquivístico-Musical Mineiro (2008-2011), e foi coordenador de musicologia dos projetos Digitalização do Acervo Musical do Cabido Metropolitano do Rio de Janeiro (2005) e Organização e Disponibilização do Acervo Cleofe Person de Mattos (2009). Participou de dezenas de eventos científicos internacionais (Washington, DC, Zurique, Chapel Hill, Lisboa, Nashville, Tucson, Riverside, Indianápolis, Cincinnati, Cidade do México, Nova York, Pistoia, São Francisco) e publicou artigos em Inter-American Music Review (2000 e 2007), Revista Brasileira de Música (2002), Brasiliana (2008), Resonancias (2009) e Review: Literature and Arts of the Americas (2011). Foi Professor Designado da UEMG (1999), assim como Professor Visitante da UFRJ (2000-2003) onde também atuou como Pesquisador Associado com bolsa da FAPERJ (2003-2005). Após um período como Estudioso Visitante, atualmente é Membro Associado do “Seminário sobre o Brasil” e Professor Adjunto da Universidade de Columbia (Nova York). http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?metodo=apresentar&id=S8791&tipo=completo&idiomaExibicao=1
RAUL COSTA D’AVILA. Professor de Flauta Transversal da Universidade Federal de Pelotas. Doutor em Música (Execução Musical) pelo PPGMUS da Universidade Federal da Bahia. Mineiro de Ubá, fez cursos com Expedito Vianna, Artur Andrés, Odette Ernest Dias, Keith Underwood, Pierre-Yves Artaud, Marcos Kiehl, Antônio Carlos Carrasqueira, Felix Renggli, Lucas Robatto, entre outros. Vem participando de vários eventos, entre eles: I Flautas Gerais (São João del Rei / 2011); Festival Intercultural de Maringá (2011); XIX Bienal de Música Contemporânea (2011); IV Encontro Estadual de Flautistas do RS (UFRGS / 2011); III Encontro Estadual de Flautistas do RS (UFPel / 2010 - Coordenador); Cycle de Musique Contemporaine du Brésil (Paris / 2010), II Encontro Estadual de Flautistas do RS (UFSM / 2009), IX Festival Internacional de Flautistas da Associação Brasileira de Flautistas (Uberlândia / 2009), entre outros. Autor do livro “A Articulação na Flauta Transversal Moderna: uma abordagem histórica, suas transformações, técnicas e utilização”. Autor da tese Odette Ernest Dias: discursos sobre uma perspectiva pedagógica da flauta. Integrante do NuMC / UFPel - Núcleo de Música Contemporânea. Membro do Comitê Científico do IV Evento Científico da Associação Brasileira de Flautistas / 2011. http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?metodo=apresentar&id=K4723570H7
Adicionar evento ao calendário vCal
iCal

I Ciclo Nacional de Eventos de Pesquisa e Extensão - Presença de Guerra-Peixe: o compositor  Guerra-Peixe  Local: Auditório Paulo Freire, CCH/UNIRIO (Centro de Ciências Humanas e Sociais: Av. Pasteur, 458 – Urca, Rio de Janeiro – CEP: 22290-240)

Informações/inscrições: ppgmciclonacional@gmail.com

Inscrição/Envio de resumos: até 17 de maio de 2012

Divulgação dos trabalhos aceitos pelo comitê científico: até 20 de maio de 2012

Divulgação da programação consolidada: 21 de maio de 2012

Envio do trabalho completo para publicação nos Anais: 28 de maio de 2012

Chamada de trabalhos

O 1º Ciclo Nacional de Eventos de Pesquisa e Extensão do PPGM e IVL/ CLA pretende reunir pesquisadores, professores e estudantes da área envolvidos com a produção do compositor, professor, musicólogo, arranjador, regente e violinista César Guerra-Peixe (1914 –1993). Para o seminário temático “Presença de Guerra-Peixe: o compositor” há duas modalidades de inscrição para apresentação de trabalhos: comunicação oral e recital comentado.     Além do nome do(s) autor(es) e da instituição a que pertence(m), para a inscrição é necessário enviar resumo contendo de 100 a 150 palavras, seguido de 3 a 5 palavras-chave. No caso de recitais comentados, incluir o programa com a(s) obra(s) executada(s).  A submissão do resumo deve ser feita no ato da inscrição pelo email ppgmciclonacional@gmail.com. Cada comunicação ou recital comentado não deverá exceder 20 minutos, seguido de 10 minutos para debate.  Regulamento para apresentação do texto completo das comunicações aceitas:  O texto, de 6 a 15 páginas, deve ser apresentado em forma de artigo com os objetivos, a metodologia, a problemática anunciada devidamente desenvolvida, os resultados da pesquisa e as referências. O título do trabalho deve encabeçar o texto, em maiúsculas e negrito, centralizado.  Após o título, apresentar o nome completo do(s) autor(es), com respectivas instituições e emails, formatados à direita do texto. Após essas informações, incluir as mesmas palavras-chave do resumo.  Formatação: margens direita e esquerda, superior e inferior: 2,5 cm, Fonte: Times New Roman, tamanho 12, espaço 1,5, justificado, páginas numeradas no alto, à direita. As citações a partir de 4 linhas devem conter espaço simples, recuo à esquerda de 4 centímetros e fonte 11, sem aspas. As figuras, ilustrações e exemplos musicais devem vir numerados e intitulados na parte inferior, recuo 2,5 da margem esquerda. As referências devem constar ao final do texto, conforme ABNT.  Será oferecido certificado a todos que obtiverem o mínimo de 75% de freqüência no evento. Para os alunos do IVL, será válido como Atividade Complementar. Para os alunos do PPGM, será válido como apresentação de trabalho no Colóquio.

Recital

Dia 29, 17h, Auditório Paulo Freire, CCH/UNIRIO

PAULO PORTO ALEGRE nasceu em 1953 em São Paulo. Foi aluno de violão de Isaías Sávio, Henrique Pinto e Abel Carlevaro, entre outros. De composição, foi aluno de Sergio Vasconcelos Correa e H.J. Koellreuter. Também estudou análise com Phillipe Manouri. Foi vencedor do V Concurso Internacional de Violão Palestrina e do III Concurso Internacional de Violão do Festival Villa Lobos. Em 1.984 foi Premiere Mention no XXX Concurso Internacional de Composição da ORTF de Paris. Como solista e camerista se apresentou em todo o Brasil, Estados Unidos, Canadá, França, Alemanha e China. É membro fundador do Núcleo Hespérides. Atualmente é professor da Escola Municipal de Música (EMMSP) e da Escola de Música do Estado de São Paulo (EMESP).     http://pt-br.facebook.com/PauloPortoAlegre?filter=3

Programa

Guerra Peixe, Radamés Gnattali e Paulo Porto Alegre

I)          Fragmentos de similitude: Visões do Popular  a)        Prelúdio  Guerra Peixe – Prelúdio nº1 (Lua Cheia)  Radamés Gnattali – Estudo nº1  Paulo Porto Alegre – Estudo Lídio  b)        Lento  Guerra Peixe – Prelúdio nº4 (Canto do Mar)  Radamés Gnattali – Estudo nº2  Paulo Porto Alegre – Solidão  c)         Final  Guerra Peixe – Prelúdio nº5 (Ponteado Nordestino)  Paulo Porto Alegre – Xaxado  Radamés Gnattali – Tocata em Ritmo de Samba nº1

II)         Dessemelhanças completas: O esvaziamento do Popular  a)        Radamés Gnattali – Pequena Suite (Pastoril, Toada e Frevo)  b)        Guerra Peixe – Suíte (Ponteado, Acalanto e Choro)  c)         Paulo Porto Alegre – Cinco Peças para Violão

Mais informações sobre esse evento…